sábado, 9 de janeiro de 2010

TOM JOBIM E SUA ÉPOCA

Quando cheguei hoje à radio que eu e o amigo Ivanildo Amorim apresentamos o programa Cultura em Debate, fui surpreendido pelo colega com o tema que hoje íamos debater. Falar sobre nada mais nada menos do que Tom Jobim e Vinicius de Moraes. Relembramos os tempos áureos da música brasileira e seus expoentes magníficos. E gostaria de compartilhar com os amigos a satisfação que tivemos em levar ao nosso público músicas que encantou e continua a encantar muita gente. E lembramos aos amigos ouvintes que hoje é muito difícil e, até certo ponto um ato de coragem tocar músicas de Tom, Vinicius, João Gilberto, Toquinho, Chico Buarque e outros. São músicas que nos levam a refletir e pensar... Apenas para recordar, letras de músicas desses autores, durante a ditadura civil militar, muitas delas, foram censuradas. Pois, elas combatiam o regime que nos deixou uma grande mancha. Ainda em nosso programa, lembramos que o escritor e deputado federal Emiliano José apresentou à Comissão de Educação da Câmara Federal parecer favorável ao PL 6.417/09, de autoria do Poder Executivo, que promove post mortem o poeta e diplomata Vinicius de Moraes ao cargo de Ministro de Primeira Classe. A proposta resgata uma dívida histórica ao reconhecer a importância de Vinicius de Moraes, arbitrariamente expulso do Itamaraty durante a ditadura militar. (Essa informação você encontra no blog: Bahia de Fato). Pois é... nos esforcemos para que a geração de hoje ainda possa saber que um dia uma música genuinamente brasileira foi a 5ª mais tocada em todo o mundo: Garota de Ipanema. Ah! Abaixo regozije-se com o vídeo.
video

Nenhum comentário:

Postar um comentário